Protetor bucal da Lutadora de Boxe Feminino Letícia Rojo

Protetor Bucal da Forcefield

Por que é tão importante o uso de protetor bucal?

Muitas vezes os atletas acham que o protetor bucal serve apenas para não se quebrar os dentes. Porém, a função do protetor bucal vai muito além e varia de esporte para esporte.

Em esportes de combate como boxe, MMA, jiu-jitsu, muaythai, TKD, entre outros, a função principal do protetor bucal é a de absorver e dissipar o impacto. Com isso, além de proteger os dentes, o protetor bucal ajuda a evitar lesões cerebrais, fraturas na mandíbula e lesões das juntas do queixo além de também proteger a coluna cervical indiretamente. Por tudo isso, é até provado que o uso de protetor bucal diminue significativamente as chances de sofrer nocaute.

Nos dentes, além de diminiur as chances de quebra, o protetor ajuda a evitar reabsorção de raiz de dente e a quebra da própria raiz. A reabsorção da raiz trata-se de um mal silencioso, que demora a ser detectado, pois com as pancadas do combate a raiz tende a proteger-se e retrair-se, quando enfim não suporta mais o dente . O protetor bucal, ao absorver e dissipar o impacto, evita que a raiz sofra.

Em esportes onde o contato é frequente como basquete, handbol, rúgbi, futebol, pólo aquático, hóquei, entre outros, o protetor bucal também serve para absorver e dissipar o impacto, pois qualquer cotovelada pode gerar um dano irreversível ao atleta, desde fratura da face ou dentes, e lesões mais sérias. O mesmo ocorre para esportes radicais onde a chance de uma pancada forte existe, como skate e mountain bike, entre outros. Nesse caso, o protetor bucal deve ser usado em complemento ao capacete e faz a mesma função de absorver e dissipar o impacto, protegendo não só os dentes mas toda a ATM (articulação têmporo mandibular).

Em esportes como corrida, o protetor bucal serve para absorver e aliviar a tensão da ATM (articulação têmporo mandibular), pois muitas vezes o atleta joga parte do esforço na mandíbula e trava os dentes, o que gera desgaste na cúspide dos mesmos devido ao atrito (de dente com dente). A longo prazo ou em corridas de longo percurso o atleta pode vir a sofrer de bruxismo (dentes trincados e sensíveis), além da questão estética que fica prejudicada.

Em fisioculturismo, muitas vezes a força feita para levantar pesos é muito intensa, e o mesmo ocorre, ou seja, o atleta tende a travar os dentes. Dessa forma, a função do protetor bucal, além de proteger a ATM, é de proporcionar um alívio na musculatura da face e também proteger a cúspide dos dentes de desgastar e trincar.

Portanto, o uso correto de protetor bucal ajuda e evitar diversos males que não combinam com o conceito de vida saudável que o esporte proporciona. Porém, deve-se ficar atento ao tipo de protetor bucal escolhido, pois nem todos são adequados.

Existem 4 tipos de protetor bucal:

Tipo l – Protetor pré moldado, tamanho único. Não possibilitava nenhum tipo de ajuste, muito desconfortável pois as bocas não são todas iguais. Não é mais fabricado

Tipo II – Protetor ferve e morde, material de baixa qualidade, é um plástico moldável quando colocado na água quente. O problema é que além de ser um material de baixa dissipação de força também fica irregular na hora de fazer o ajuste na boca -- inclusive na espessura, pois se morder um pouco mais forte o protetor fica muito fino e perde a sua função. Além disso, é pobre na adaptação (encaixe nos dentes), o que gera maior salivação e dificulta a respiração, pois o atleta tem que ficar de boca fechada para poder segurar o seu protetor na boca. Não é recomendado.

Tipo III – É feito a partir do molde da boca do atleta, que é levado para uma máquina a vácuo. O problema é que a espessura não é suficiente, e o equipamento e o material já ficaram ultrapassados.

Tipo IV – São os protetores LAMINADOS. Também é feito a partir do molde da boca do atleta, mas é confeccionado com equipamentos de última geração, onde são utilizados várias laminas de material para se confeccionar um protetor.

Porque os protetores laminados são tão melhores?

Os pesquisadores descobriram que o protetores laminados tem o mesmo princípio dos vidros à prova de balas: dissipar o impacto. O vidro à prova de balas na verdade é fabricado com várias laminas de vidro uma colada à outra. E por ser confeccionado com equipamentos de alta tecnologia, o protetor bucal laminado oferece perfeita adaptação a boca (encaixe nos dentes) do atleta, não fica nenhum espaço entre os dentes e o protetor, gerando assim uma absorção de impacto até 7x melhor, e não interferindo nem na fala nem na respiração do atleta.

Usar um protetor bucal de baixa qualidade é o mesmo que usar um boné ao invés de um capacete para andar de moto. O barato muitas vezes pode sair bem caro.

A Forcefield é a única empresa que oferece em todo o Brasil protetores tipo IV com vários desenhos e cores a sua escolha. Compare e comprove os benefícios do protetor bucal da Forcefield. Porque você merece o melhor.

© 2006 Letícia Rojo - Boxe Feminino - Todos os direitos reservados